A Lata de Lixo.

 

 

Crie pra você, mentalmente, uma bela Lata de Lixo. Pinte-a, necessariamente, de violeta (que é a cor da purificação) e de azul (que é a cor da fé). Outras cores poderão ser usadas, em detalhes que você escolher. È importante, também, que a Lata de Lixo tenha uma tampa (cuja senha para abrir e fechar só você conheça). O fundo da Lata é sem fim, conectado com o Cosmos, uma espécie de buraco negro. É como no computador, sempre os programas trazem a “lixeira”, para o fim de jogarmos fora tudo aquilo que não nos interessa.

A nossa Lata de Lixo, do mesmo modo, tem esta finalidade de: tudo que não nos interessa, nos mundos material, mental, emocional e espiritual, ser, de imediato, descartado, jogado fora, na Lata. Note que a nossa Lata de Lixo, ainda que postada, ainda que existente em nosso “mundo interior”, ela não tem fundo, exatamente para consumir e reciclar tudo que ali for jogado, endereçando todos esses descartes para os seus devidos lugares.

Assim, todo desejo, pensamento, sentimento ou energia que forem destrutivos, trágicos, absurdos, irreais, mentirosos, enganadores, ardilosos, covardes, invejosos, infiéis, luxuriosos, enfim, toda essa porcaria poderemos jogar na Lata de Lixo. A forma de realizar este processo é bem simples, bastando, para isso, a seleção e o descarte (ou, em outras palavras, basta fotografar mentalmente o desejo, o pensamento, o sentimento ou a energia negativos e jogar na Lata).

Faz bem à nossa Alma, à Consciência, manter-se pura e purificada, a fim de que as Qualidades Divinas possam atuar nesses espaços cristalinos que daí sobressaem, em perfeitas sintonia e harmonia. Sem a constante Limpeza do nosso complexo vital, é muito difícil a conexão a Divindade.

As más influências, as contaminações, os desequilíbrios da vida moderna, exigem que façamos descartes constantes em nossa Lata, para que possamos manter-nos limpos e íntegros (com a dignidade em alta). Com a ajuda de processos de rituais, caridades, sacrifícios, penitências, entre outros, podemos gradualmente aprender a selecionar, fotografar tudo aquilo em nós que deve ir para o Lixo, e assim, subirmos os degraus para que o Amor Divino nos complete.

Muitos Mestres e Poetas já nos alertaram para a necessidade de possuirmos nossa Lata de Lixo, mas essa lembrança sempre é válida, porque essa Lata não pode ser mais um objeto descartável da sua Vida (ela tem que lhe acompanhar por toda sua Vida). Como você já sabe, a nossa Raça Humana produz muito lixo, muita poluição, muita contaminação de toda espécie; se não houver um lugar para despachar tudo isso, a doença, o desequilíbrio, a desarmonia, são inevitáveis (com sofrimentos incalculáveis).

Velhos preconceitos, antigos hábitos, escravizantes vícios, absurdas discriminações, tudo, tudo pra Lata de Lixo.    Atitude é o momento.  Asas é o resultado. Liberdade é a conseqüência. Luz é o caminho.

                                                                                                 
Inhô Caly Varajão. LUZEMTI.